Compartilhe esse rabisco
Um conceito diferente,
Complexo.
É preciso
Cálculos,
Segurança,
Imaginação,
Novos materiais,
Testes,
Ferramentas,
Braços.

Mas só tenho as palavras.

Arma-se a estrutura.
É preciso
Tábuas,
Ferragens,
Pedras,
Coragem,
Cimento,
Braços.

Mas só tenho as palavras.

Sobem os pilares, andares suspensos.
É preciso
Elevadores,
Consultores,
Vendedores,
Construtores,
Braços.

Mas só tenho as palavras.

Assim nascem os poemas
No concreto
Objeto.
É preciso
Imaginação,
Coragem,
Inspiração,
Sustentação,
Dor,
Flor,
Braços.

Mas só tenho as palavras.

E, com elas, os poemas, armados no papel,
Sustentam-se
Aos olhos de quem lê.
Surpreendem
Quem vê
Formas que tanto mexem com os sentimentos.

Quisera eu edificar uma obra...

Mas só tenho as palavras.

* * *

"Admiro os poetas. O que eles dizem com duas palavras agente
tem que exprimir com milhares de tijolos"
... Arquiteto Vilanova Artigas
Veja também

LIVROS PUBLICADOS

Vidas Sertanejas - jose huguenin
Vidas Sertanejas - jose huguenin
koiah - jose huguenin
raio de sol - jose huguenin
o vaqueiro e o jornalista - jose huguenin
livro experimentos poeticos - jose huguenin
livro de manga a jilo provei na terra onde me batizei - jose huguenin
livro a parede e outros contos - jose huguenin
livro estranhezas e mitos da mecanica quantica - jose huguenin
livro vitem - jose huguenin
livro a luz da historia - jose huguenin
José Huguenin © 2021. Todos os direitos reservados.
https://www.josehuguenin.com